tinta para paredes

Como escolher a tinta ideal para paredes internas

Está querendo reformar ou construir? Antes de mais nada é preciso escolher quais as possibilidades que você tem de tinta para paredes. Além disso, qual a cor e finalização que você deseja.

Lembre-se que as tintas para paredes variam e dependem de cada cômodo ou ambiente. Por isso, é preciso estar atento ao que você deseja e o que realmente é possível ser feito. Você não gostaria que algo tão simples se torne uma dor de cabeça, não é?

Alguns cuidados também são importantes para tomar antes de escolher a tinta certa e, na hora de pintar, a economia pode gerar mais gastos do que o planejado. Para saber quais são e qual a tinta ideal, continue lendo este conteúdo.

Tipos de tinta

Alguns tipos de tinta são específicos para determinados ambientes, afinal a qualidade, a escolha do tipo e a marca certa da tinta para paredes influenciam o aspecto final da pintura.

Quando você pensa em reformar ou planeja algum ambiente específico da sua casa ou escritório não quer que ele fique de outra forma do que a imaginada, certo? Por isso, se dá a importância de avaliar corretamente todos os detalhes de cada projeto.

A compra e pintura das paredes com as tintas erradas e sem o devido cuidado pode afetar toda a decoração e planejamento do espaço.

 

Tinta Acrílica

Esse tipo de tinta possui fácil secagem e base em água. Por se tratar de uma tinta para paredes com resina acrílica, é impermeável, o que a difere de outros tipos de tinta. Além disso, possui três acabamentos diferentes:

  • Fosco;
  • Acetinado;
  • Semibrilho;

A tinta acrílica também é uma tinta com boa cobertura o que auxilia na pintura, finalização e acabamento.

 

Tinta Látex ou PVA

Apesar de também ser uma tinta solúvel em água e com secagem rápida, não conta com vários tipos de acabamento. A tinta látex ou PVA tem apenas a possibilidade de finalização fosca, no entanto, um ponto positivo é que não possui um cheiro forte, por isso, pode ser aplicada por você mesmo.

Por ter uma cobertura mais baixa recomenda-se para ambientes internos onde não há a necessidade de manutenção frequente. Afinal uma passada de produto com mais força pode acabar tirando a tinta.

É um tipo de tinta para paredes e teto.

 

tinta para paredes

Tinta Epóxi

A epóxi é uma tinta com alta durabilidade, impermeável e resistente. No entanto, é utilizada em pisos e revestimentos. E por isso, necessita de uma mão de obra técnica e profissional.

É uma tinta indicada para banheiros e cozinhas com o intuito de cobrir azulejos e pisos. Por se tratarem de ambientes úmidos e com alto contato com a água e o tempo, não podem ser decorados com qualquer qualidade e tipo de tinta.

 

Tinta Acetinada

Indica-se o formato de tinta acetinada para paredes internas porque possui uma alta resistência a mofos. Além de possibilitar a limpa com um pano úmido, além de contar com a possibilidade de ser lavável.

Possui a capacidade de disfarçar as imperfeições na superfície e é um nível intermediário entre as tintas foscas e semibrilho.

 

Diferença entre tintas para ambientes internos e externos

 

É importante levar em consideração que na maioria dos casos a diferença entre tinta para paredes internas e externas se resume a durabilidade e a resistência das mesmas.

Afinal a aplicação de uma tinta fraca, por exemplo, pintada em um ambiente externo, considera-se dinheiro jogado fora. Já que não possui a capacidade de resistir ao tempo precisando de manutenção com muito mais frequência do que uma aplicada da forma correta.

Por isso, a tinta para paredes internas ideal e mais indicada é a látex ou PVA que possui grande durabilidade quando cuidada e com a limpeza correta. Além disso, a sua fácil aplicação e secagem rápida são fatores benéficos para você e para o espaço.

 

Cuidados na hora de pintar a parede interna

 

Com a tinta ideal você mesmo consegue realizar a aplicação só precisa lembrar de alguns cuidados para que não haja problemas com o restante das paredes, piso e teto do cômodo, além dos móveis instalados.

 

  • Lembre-se de cobrir ou retirar do cômodo tudo o que puder, para não manchar com a tinta;
  • No rodapé e no rodateto de gesso ou madeira utilizar fita para cobrir evitando também manchas do pincel;
  • Utilizar o equipamento correto para realizar a pintura, seja ele rolo, pincel ou spray;
  • Na hora de escolher a cor da parede pense na disposição dos móveis e na iluminação tanto natural, como artificial do cômodo.

 

 

Não deixe para depois

 

Se seu desejo é transformar algum cômodo da sua casa ou a casa inteira, avalie as possibilidades de cores, se possível consulte um designer de interiores, ele ajudará com a melhor forma e cor para tornar o ambiente confortável e bonito.

Sua pintura deve ter um propósito, alguns utilizam cores mais claras para tornar o ambiente mais iluminado, outros mais escuros para realizar o oposto. É possível ainda utilizar a diferença de cores para separar ambientes ou integrá-los. Tudo pode variar de acordo com o seu intuito.

Por isso, é muito importante que você tenha em mente a tinta que irá utilizar, marca, cor e acabamento e claro, se ela realmente funciona para o ambiente e espaço que deseja. Não precisar contar com dores de cabeça é fundamental para o sucesso da sua tarefa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Avise quando estiver disponível Vamos informá-lo quando o produto chegar em estoque. Apenas deixe seu endereço de e-mail válido abaixo.
Email Quantidade Nós não compartilharemos seu endereço com mais ninguém.
Este site usa cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.